Novidades Atuais

Sobre as últimas Novidades e Conhecimentos

Novidades

Ao Longo Da Evolução Dos Vertebrados

Ao Longo Da Evolução Dos Vertebrados em um vídeo

Ao Longo Da Evolução Dos Vertebrados

Os vertebrados são um grupo de animais cordados que surgiram há cerca de 500 milhões de anos, no período Ordoviciano. Os primeiros registros fósseis desse grupo são de peixes sem maxilas, chamados de agnatos.

Os agnatos eram animais marinhos, com corpo alongado e coberto por placas ósseas. Eles se alimentavam de plâncton e detritos.

A evolução dos vertebrados foi marcada por uma série de adaptações que permitiram aos animais ocuparem diferentes ambientes.

Uma das principais adaptações dos vertebrados foi a evolução da mandíbula. A mandíbula permitiu aos peixes gnathostomados (com maxilas) capturar e digerir presas maiores.

Outra adaptação importante foi o desenvolvimento de um sistema respiratório mais eficiente. Os peixes gnathostomados desenvolveram pulmões primitivos, que lhes permitiram respirar fora da água.

A evolução dos vertebrados também foi marcada pelo desenvolvimento de um esqueleto interno ósseo. O esqueleto ósseo proporcionou aos animais maior sustentação, proteção e movimento.

A partir dos peixes gnathostomados, surgiram diferentes grupos de vertebrados, adaptados a diferentes ambientes.

Os anfíbios foram os primeiros vertebrados a conquistar o ambiente terrestre. Eles desenvolveram patas e pulmões que lhes permitiram se locomover e respirar fora da água.

Os répteis foram os primeiros vertebrados a desenvolver um ovo amniótico, que permitiu aos embriões se desenvolverem fora da água.

As aves e os mamíferos são grupos de vertebrados que se desenvolveram a partir dos répteis. As aves desenvolveram penas e asas, que lhes permitiram voar. Os mamíferos desenvolveram pelos e glândulas mamárias, que lhes permitiram viver em ambientes terrestres.

A evolução dos vertebrados foi um processo longo e complexo, que resultou na diversidade de animais que conhecemos hoje.

Veja Também  Falta De Potássio Pode Levar à Morte

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *