Novidades Atuais

Sobre as últimas Novidades e Conhecimentos

Novidades

Ditadura Militar No Uruguai

Introdução

A ditadura militar no Uruguai foi um período de governo autoritário que durou de 1973 a 1985. Durante esse período, o país foi governado por uma junta militar composta por três generais: Juan María Bordaberry, Gregorio Álvarez e Rafael Michelini.

Contexto histórico

A ditadura militar no Uruguai teve seu início no contexto da Guerra Fria, quando a América Latina estava dividida entre regimes autoritários e democráticos. No Uruguai, o governo do presidente Juan María Bordaberry (1971-1973) estava enfrentando uma crescente oposição da esquerda, que se organizava em grupos armados.

Processo de instalação da ditadura

Em 27 de junho de 1973, o Congresso Nacional do Uruguai foi dissolvido por Bordaberry, que então decretou a Lei de Segurança Nacional, que suspendia as garantias constitucionais e autorizava o governo a reprimir a oposição.

Índice

Em 2 de julho de 1973, a junta militar assumiu o poder no Uruguai, depondo Bordaberry. A junta militar iniciou uma política de repressão violenta contra a oposição, que resultou na prisão e tortura de milhares de pessoas.

Repressão política

A repressão política durante a ditadura militar no Uruguai foi brutal e sistemática. A junta militar criou um aparato repressivo composto pelo Exército, pela Polícia, pela Guarda Republicana e pelo Serviço de Inteligência Nacional (SIN).

As forças de segurança do regime perseguiam, prendiam e torturavam opositores políticos, sem qualquer garantia de processo legal. Estima-se que cerca de 20.000 pessoas foram presas e torturadas durante a ditadura militar no Uruguai.

Exílio e desaparecimentos forçados

A junta militar também incentivou o exílio de opositores políticos. Milhares de uruguaios foram obrigados a deixar o país para escapar da repressão.

Além disso, a junta militar promoveu o desaparecimento forçado de opositores políticos. Estima-se que cerca de 200 pessoas foram desaparecidas durante a ditadura militar no Uruguai.

Fim da ditadura

A ditadura militar no Uruguai chegou ao fim em 1985, após uma campanha de mobilização popular e a pressão da comunidade internacional.

Em 1985, foram realizadas eleições democráticas, que resultaram na vitória de Julio María Sanguinetti. Sanguinetti assumiu a presidência do Uruguai e iniciou um processo de transição para a democracia.

Conclusão

A ditadura militar no Uruguai foi um período de grande violência e repressão política. A junta militar cometeu graves violações dos direitos humanos, que ainda hoje não foram devidamente reparadas.

A ditadura militar no Uruguai deixou um legado de dor e sofrimento para o país. É importante lembrar desse período para que ele nunca mais se repita.

Ditadura Militar No Uruguai na referência de vídeo

Ditadura Militar No Uruguai

Veja Também  Regulamentação Da Educação No Brasil Na Atualidade Uniasselvi

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *